Numa sociedade em constante evolução, por vezes, ficamos confusos sobre quem devemos ser e que exemplos seguir. Aqui ficam algumas sugestões:

Poon Lim sobreviveu numa jangada durante 133 dias bebendo sangue de pássaros, pescando e até tendo morto um tubarão com uma caneca.

No entanto, por vezes o perigo vem de dentro de casa:

Em 2007, Michael Moylan acordou com uma forte dor-de-cabeça. Os médicos encontraram uma bala alojada no crânio. Afinal, a mulher tinha-o baleado na cabeça, mas devido ao sono pesado, não acordou. De igual forma

Um bêbado polaco levou, também, um tiro na cabeça. Como não não deu conta, só descobriu 5 anos depois.

Semelhante mas bem mais predestinado parece o caso de Walter Summerford que

foi atingido por raios 3 vezes durante a sua vida, tendo sobrevivido a todos eles. Depois da sua morte, a campa também foi atingida por um raio. Pois.

Por falar nessa serial-killer que é a Natureza:

Richard Kral estava de férias quando foi engolido por uma avalanche. Tendo só as minis na mala do carro, bebeu o quanto consegui e derreteu a neve com a sua urina.
O resultado? Para além de se ter safado, tem das melhores histórias de bar que já ouvi.

Vance Flosenzier também tem uma história porreira:

Depois de ver o sobrinho ser mordido por um tubarão, ficando-lhe com um braço, o tio deu uma coça ao tubarão até reaver o braço do sobrinho. Braço esse que hoje está de novo no torso do rapazote. E a funcionar às mil maravilhas. Para terminar,

Andrew Jefferson que viu um assassino à frente com duas pistolas para o matar. Depois de cada uma delas não ter disparado, quase matou o agressor à bengalada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo