Hogwarts Brasileira: escola cobra 700 € para … epa, nem sei

Chama-se Escola de Magia e Bruxaria do Brasil e cobra quase 700 € por 4 dias de… fingir que estão em Hogwarts?

Antes de mais: nunca li os livros, não tenho a mínima curiosidade em ver os filmes e magia para mim começa na Suméria e acaba em Crowley, ’tá bem? Posto isto, vamos ao copy paste / tradução:

Criada em 2015, a Escola de Magia e Bruxaria do Brasil ofereceu este mês sua quinta imersão, inspirada no universo mágico de Harry Potter e adaptada à realidade brasileira.

“Desde o início a ideia foi adaptar, não reproduzir exactamente a estética de Hogwarts – nem poderíamos, por questões de direitos autorais”, conta à AFP a agente de viagens Vanessa Godoy, 27 anos, criadora da EMB

Portanto, esta gente gasta um balúrdio para ficar a saber coisas como:

“Os alunos aprendem na aula de Herbologia que escamas de iara (sereia mitológica) são ótimos núcleos (catalisadores da magia) de varinhas mágicas. Outro exemplo é uma professora que é metade curupira (ser protetor das florestas) e metade trouxa (não bruxo, no vocabulário de Harry Potter).”

Dizem eles que os participantes aparecem de todo o Brasil e de todas as idades (claro). Mas a média é gente de 25 anos ainda virgem. Quem sabe, se não é aqui que conhecem a magia d’uma vara e pimba, crescem de uma vez por todas. (piada da construção civil, adaptada por mim).


Podes ler o resto aqui.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share