Minorkisses da Minorka, uma “grande” entrevista

A minha santa mãe sempre me disse “a mulher e a sardinha, quer-se pequenina” mas sinceramente a Minorka exagera! Já a adoras, mas ainda não sabes. Anda ler, anda.

Minorka, acho que faz todo o sentido começarmos por aqui: quando vais ao mini-golf, chamas-lhe apenas “golf” certo?

Certíssimo! Ou melhor, chamaria se praticasse golf, mas que piada tem empurrar uma bola com um stick até entrar num buraco? Ou mesmo em vários buracos? Nem sou gaja para carregar um stick maior que eu durante horas. Para isso prefiro bilhar, sempre está mais tempo pousado e é pau mais prazeroso de manejar.

Tenho mais mil piadas sobre altura mas a verdade é que ainda há uns anos, em Portugal, uma mulher alta media metro e cinquenta. Algum motivo para te achares mais baixa que a maioria?

Isso era há uns Um Homem Zangado! Agora, pelo menos quem me rodeia, é tudo alto pa caneco, tudo acima do metro e sessenta! A geração Nestum cresceu muito, aquilo devia ter umas cenas maradas na composição e o resultado foi este, malta alta com cérebros pequenos e disfuncionais.

Portanto sou chamada amiúde de minorka e isso nunca me fez confusão porque sou giríssima, com as curvas bem delineadas e por muito pequena, magra e nojenta que seja, faço rodar cabeças! Isto sem falar na minha inteligência e na minha presença! Não passo despercebida por nada nem em lado algum! E eu sou modesta! Imagina se não fosse!

Da culinária (bem boa!) aos tratamentos capilares, o teu espaço destaca-se por conter também artigos de opinião não tão habituais em blogs, vá, do “género”. É porque gostas da polémica ou porque não te consegues segurar?

Gosto da polémica. Gosto mesmo muito, é aí que vem ao de cima o nosso verdadeiro Eu! E o meu Eu prefere conhecer as pessoas pela merda que são do que andar enganada, já experimentei a última e não achei lá muita piada à coisa. O que escrevo são os meus pensamentos que facilmente ganham voz e agora transformam-se em documentos escritos. Assim são duradouros e consigo chegar a mais malta. Porque o que eu pretendo mesmo é dizer a este tipo de gente que já se punham a andar para bem longe de mim não? Depois tenho uma qualidade fantástica (no meio de imensas) sou frontal e só deixo passar algo sem resposta quando a pessoa não me acrescenta em nada, ou a situação seja fraquita. Claro que também está diretamente relacionado com o meu humor na hora! “Pequenita mas tesita”, como sempre me disseram.

Vi também reviews/críticas a produtos, coisa que muito aprecio já que os publicitários andam sempre a impingir-nos bosta. Estás a pensar recomendar só o que presta ou irás também cascar nos maus?

É o vale tudo! Uma varinha mágica que me moa o juízo leva logo com pontos negativos na review. É mais ou menos como faz a Proteste, mas em mim podem confiar. As coisas chamam-me à atenção mais por me irritarem, portanto é certo que irei cascar em muitos maus e elogiar alguns bons, mas recomendarei sempre! O que para mim não presta para outros pode servir… E se resolverem comprar o produto pelo menos já sabem o que lhes espera. Vou também fazer umas reviews que têm faltado na blogosfera feminina, como os tops dos bikinis, copos de menstruação, epilação e depilação, entre outros produtos com a mesma especificidade.

Como blogger do sexo feminino, quantas dickpicks já recebeste? Sem contar com as minhas, claro!

Olha ainda bem que mencionas isso, porque se as gajas se medem aos palmos, a minha altura corresponde (em parte) ao número de dickpicks ou até só de picks que recebi. Zero, sem contar as tuas, claro. Acho que a minha inteligência, frontalidade e ausência de tabus assustam os homens, ou homenzinhos no caso. Sou demasiado qualificada para se meterem comigo! E sou muito radical quando não gosto, isso deve provocar um bocado de medo, mesmo sendo Minorka. Será?

E até onde queres levar as tuas Minorkisses? Poderemos em breve ter um DailyMinorka com publicidade disfarçada de artigos de opinião, como se faz agora?

Quero levar as minhas Minorkisses ao pedestal que merecem e enquanto a vida mo permitir e até onde conseguir, mas sempre fiel a mim própria. Como tal sou bem capaz de ir a restaurantes e pagar o que consumir. Até posso fazer publicidade se de facto gostar muito, muito, muito e se os proprietários derem a devida autorização. Sem pagar só porque vou fazer uma review? Sou Minorka, mas não desço tão baixo. Não tenho por hábito seguir carneirinhos, tenho as minhas opiniões próprias que são quem me define enquanto pessoa. Para além disso, considero que o que se faz agora é de gente deprimente, que se odeia, que é infeliz e tenta compensar toda essa negatividade com um falso estrelato, sem se aperceberem que no fundo não deixam de ser infelizes, ridículas e anónimas. Se, no entanto, puder ganhar alguma coisa com o Minorkisses, ouro sobre azul! Mas vendendo o trabalho que fizer e não a mim própria ou à minha dignidade.

Minorka, o que diz o teu histórico do browser?

Agora o assunto é sempre o mesmo: blogger; facebook; instangram e pesquisas sobre alguns palavrões do planeta do Gaming Competitivo online onde o PUMPUM nasceu. Tudo ou quase tudo relacionado com o blog. Já não vou aos perfis das pessoas tentar perceber quem se zangou, quando e porquê, quem ainda está casado e quem está em vias de se descasar, até já me esqueci de seguir o Goucha e a Cristina Ferreira que eu tanto adorava! Agora o facebook serve apenas para espreitar grupos de bloggers e páginas como a de Um Homem Zangado entre outras também de individualidades.

Foi um prazer, minha riqueza. Pedia-te, antes de terminarmos, que nos indiques por ordem crescente, as 10 coisas que mais te zangam nesta vida.

O prazer foi todo meu! Mas agora perguntas-me coisas tão, mas tão difíceis!

O que mais me zanga é tudo o que for em demasia, menos dinheiro.

Zango-me quando me tiram a paz!

Injustiças!

Falta de bom senso!

Viver uma vida falsa!

Imbecilidades!

Falsidades!

Cabeças sem opinião própria ocas e fúteis!

Falsos artistas!

Gente que fala demais! (já chego eu!)

Mentiras!

Traições!

A Minorka continua a somar likes todos os santos dias em https://www.facebook.com/minorkisses/ e o seu blog de leitura obrigatória fica aqui https://minorkisses.blogspot.pt/ 

Share

One thought on “Minorkisses da Minorka, uma “grande” entrevista

  • Agosto 9, 2017 at 9:35 pm
    Permalink

    A coisa até que ficou bem! (ainda bem que escolhemos as perguntas antes)
    Obrigada pelos teus elogios, são merecidos, mas obrigada na mesma!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share