Sabes quanto vale a tua informação pessoal online? 7 cêntimos.

Caso não saibas o Big Data chegou. Cada coisinha que faças na Internet fica registada e a tua informação pessoal vale qualquer coisa como… 7 cêntimos.

Pelo menos foi quanto pagou a empresa Exact Data que comprou dados de  1,8 milhões de pessoas por 126,851 euros.

A mesma instituição tem em seu poder cerca de 200 milhões de contactos que podem ser filtrados através de 450 palavras. Entre elas estão “religião” ou “etnia”. E esta é, segundo a Amnistia Internacional, apenas uma no meio de centenas de empresas privadas nos EUA cujo negócio se foca na recolha e venda de dados.

O QUE SABES DE QUEM SABE TUDO DE TI?

Segundo a investigadora Tanya O’Carroll, o anonimato desta indústria é preocupante. Como traduziu a revista Visão:

“Não é transparente. Sabem muito de nós, mas nós não sabemos nem quem tem os nossos dados, nem sequer o nome destas empresas”, diz ainda O’Carroll.

Álvaro Ortigosa, diretor do Centro Nacional de Excelência em Cibersegurança (CNEC), crê que os usuários devem apontar os endereços de todos os sites aos quais têm cedido dados pontualmente e pedir a exclusão desse sistema. Enquanto não é reformulada a lei (ou criada uma de raiz), esta parece ser mesmo a única – ou, pelo menos, a mais viável – medida de proteção dos nossos dados.

E claro, as empresas dizem que apagam. Com ajuda do Pai Natal, provavelmente.

Durante anos pessoas como eu estavam preocupadas que chegassemos a um estado de vigia permanente. Afinal eles nem isso querem. Apenas que, como gado no matadouro, tenhamos um só propósito: dar lucro.

Por isso minha riqueza, a verdade é que somos mero gado, e ainda por cima, vendido barato.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share