Nike lança véu Islâmico e a Internet reagiu

Jovem, és desportista e estúpida ao ponto de achar que o teu deus não gosta que mostres o cabelo? Descansa que por X e 99 a Nike resolve com o seu novíssimo véu islâmico.

“Ai que oprime!”, “ai que as outras culturas são para respeitar!”, “faz-me a mesma aflição que as freiras” e por aí a fora. A burqa, hijab, niqab e afins têm sido usados para mostrar aos ocidentais como a religião muçulmana oprime e mal-trata o sexo feminino.

O debate já aconteceu um pouco por toda a Europa (saber mais) onde não faltam sítios (escolas, tribunais e afins) onde o uso de símbolos religiosos é proibido. Não tanto que os crucifixos ou as freiras lhes fizessem confusão mas porque, como se sabe, as gajas com burqa rebentam-se.

A NIKE RESOLVE

Felizmente as multinacionais estão atentas e a Nike é prova disso. A marca que nunca utilizou mão-de-obra escrava e que raramente arranja lobbies políticos, quer as desportistas islâmicas confortáveis e a usar o seu famoso símbolo enquanto prestam culto a um deus omnipotente.

Este “véu islâmico” deverá começar a ser comercializado na Primavera de 2018 e como seria de esperar, já conseguiu muita atenção positiva e negativa, claro.

Para lá da discussão sobre religião, tradições e culturas, acho que o que importa decorar aqui é que as empresas já têm identidade moral e que estão prontas a intervir na sociedade de forma pró-activa. Especialmente se isto trouxer exposição de marca e claro, com a graça do deus que der mais jeito, crescimento das vendas.

Share

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share