Jenna Jameson ataca muçulmanos e defende o KKK

Ora aqui está um título que não esperava escrever esta semana sobre uma senhora do qual o trabalho até já apreciei em tempos. Mal Jenna Jameson, muito mal.

Inspiradora de muita libertação de dopamina a uns bons milhões de cérebros por esse mundo fora, Jenna Jameson tornou-se uma das primeiras pornostars a criar um verdadeiro império com o seu nome. Império esse que pode bem ruir tendo em conta os seus mais recentes twíttes.

“não odeio muçulmanos mas discordo em absoluto com tudo o que representam”, disse.

Partilhou uma notícia sobre uma mãe que foi violada durante horas na Suécia e disse “repeat after me… Muslins gang rape?” (parecido a “diz comigo: violações colectivas por Muçulmanos”).

Daqui passou para questionar se alguma vez o mundo tinha ouvido falar de um membro do KKK que seguisse uma religião violenta ou que se tivesse rebentado à bomba.

Termina esta preciosa intervenção ao mundo, dizendo que não vê notícias de violações em grupo por cristãos… Logo… reticências.

Para teres mais destes conteúdos, e quiçá, responderes directamente à ex-diva do porn, podes clicar aqui e pimba. Mal abres vês logo a foto dela com o senhor presidente Donald Trump que mete respeito.

Isso ou:

Sem dúvida, Jenna Jameson, uma pessoa adorável.

Share

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share