Cristina Ferreira vítima de assédio: “ele queria comer-me”

Já está finalmente disponível a única biografia que interessa aos Portugueses. E nela, Cristina Ferreira conta como um colega de trabalho a queria, vá, comer. Chocante.

A autobiografia “SENTIR” é já um futuro clássico da literatura portuguesa. Neste imprescindível livro a Tininha da voz esganiçada conta-nos o seu percurso de “olha, ficas de assistente do Goucha” até Rainha da Feira da TVI. Na apresentação deste colosso literário Cristina fez uma revelação mesmo muito impressionante: o “assédio sexual” por parte de um colega.

“Ó Zangado tu não meteste aspas em assédio sexual pois não?!” Calma. Atenta ao que ela disse:

 “As flores indicavam uma óbvia tentativa de conquista. As palavras mansas acusavam um objectivo claro: ele queria comer-me. Não há outra expressão que melhor defina o que ele queria”, contou Cristina, sem nunca identificar o indivíduo.

Segundo a apresentadora, a sua postura, “educação e formação” fê-la lidar com a situação da melhor maneira possível, respondendo de forma “áspera” à tentativa.

“Ah, já estou a perceber Zangado. Um ex-colega dela tentou engatá-la mas acabou por não conseguir e como ela se está a tornar numa tubarona do Marketing está a atirar a expressão assédio sexual para vender mais não é?” Ora precisamente minha riqueza. O pessoal da TVI é assim.

Espera-se que este livro venda imenso, especialmente para salões de cabeleireiros e das nails. De resto, dará, certamente, bom material de reciclagem.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share