O que acontece às Amantes no Bairro do Cerco

Hoje conhecemos uma história de rapto e tortura no Bairro do Cerco (Porto) porque, e é sempre bom lembrar, não deves dormir com o marido das outras.

Uma mulher de 20 anos, que não vamos já dizer que é cigana, descobriu que o marido a andava a trair. Pediu o divórcio? Nada disso. Pediu à mãe e a duas primas assistência para fazer a chamada justiça. Durante dois meses andaram a perseguir familiares da amante de forma a conseguir atraí-la e, assim, vá, ir-lhe aos cornos.

O caso remonta ao mês passado, quando a traição foi descoberta e a dita amante desapareceu do mapa. Ora, a traída e as suas três cúmplices não estiveram com meias-medidas. Raptaram e agrediram vários familiares, incluindo uma adolescente de 17 anos que foi levada para um apartamento onde foi espancada, cortada à tesoura e por aí a fora.

A perseguição continuou e a dita amante foi por fim encontrada e, claro está, brutalmente espancada. Este autêntico gang do amor, acabou por ter um fim drástico com a detenção das 4 envolvidas pela PJ, estando agora 3 a aguardar julgamento (a quarta é menor).

Já sobre o marido que traiu, acho que continua no tasco a beber mines e a fumar umas porque, como já imaginas, não tem nada a ver com isso.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share