Presidente da EDP: ganha 7 mil euros por dia, queixa-se de salário baixo

Numa quase inacreditável entrevista o presidente da EDP António Mexia afirmou que o seu “salário equivale ao de um defesa direito de um clube do meio da tabela”, e que não se considera “um jogador desses”.

Comparado com os valores pagos no sector, “o meu salário é incomparavelmente mais baixo”, lamenta. António Mexia defende ainda que o seu salário só a si diz respeito, “e a mais ninguém”.

Nem mesmo a quem o paga, meu querido? Bom, mas tendo em conta o aumento de 89% do seu ordenado relativamente a 2015 e quanto dá a ganhar aos chineses que compraram a EDP (uma média de 144 milhões por ano ou de 395 mil euros por dia), realmente sai uma pechincha.

PROPOSTA SOLIDÁRIA

Apesar do actual presidente da EDP não gostar cá dessas coisas da solidariedade (no mesmo dia em que viu o seu salário aumentado, António Mexia veio opor-se a que o alargamento da tarifa social, destinado às famílias mais carenciadas, seja pago pelos lucros da EDP) quero começar um movimento.

Quero mobilizar todos os portugueses para ajudar o António. Assim, em dia a combinar, fazemos todos uma fila ordeira, e cada português terá direito a ajudá-lo dando-lhe um estalo na cara. Só um estalo, nada de ser lambão. Acho que depois de 10 milhões de estalos TALVEZ este pedaço de esterco sentisse um abanão no cérebro ou assim.

Share

One thought on “Presidente da EDP: ganha 7 mil euros por dia, queixa-se de salário baixo

  • Fevereiro 10, 2017 at 5:32 pm
    Permalink

    Obsceno, tal como a mão direita do sr mexia na foto.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share