15 frases de Jean-Paul Sartre

Jean-Paul Sartre faria anos hoje. Rejeitou o Nobel da Literatura e influenciou – e muito – a filosofia moderna. Como é o meu existencialista preferido, tomei a liberdade de fazer copy paste de 15 das suas melhores frases. Mas acredita que não te faz mal nenhum ler as obras completas.

Quando os ricos fazem a guerra, são sempre os pobres que morrem.

Detesto as vítimas quando elas respeitam os seus carrascos.

Quando, alguma vez, a liberdade irrompe numa alma humana , os deuses deixam de poder seja o que for contra esse homem.

Cada palavra tem consequências. Cada silêncio, também.

Se te sentes só quando estás sozinho, estás em má companhia.

Basta que um homem odeie outro para que o ódio ganhe a pouco e pouco a humanidade inteira.

A violência faz-se passar sempre por uma contra-violência, quer dizer, por uma resposta à violência alheia.

Quando muitos homens estão juntos, é preciso separá-los pelos ritos, senão matam-se uns aos outros.

Um louco jamais faz senão realizar à sua maneira a condição humana.

O dinheiro não tem ideias.

O homem não é a soma do que tem, mas a totalidade do que ainda não tem, do que poderia ter.

A felicidade não está em fazer o que queremos e sim em querer o que fazemos.

Não fazemos aquilo que queremos e, no entanto, somos responsáveis por aquilo que somos.

O importante não é aquilo que fazem de nós, mas o que nós mesmos fazemos do que os outros fizeram de nós.

Estar morto é estar entregue aos vivos.

Share

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share