Algumas Aranhas obrigam os machos a sexo oral

Ser um aranhiço só parece ser bom para o Peter Parker. Na vida real, para os machos aracnídeos há mutilação, há morte e descobriu-se agora, há sexo oral à bruta.

O sexo oral no reino animal é pouco comum, em especial quando executado nas fêmeas. Nos insectos é ainda mais raro, mas “os cientistas” estão parvinhos de todo com uma espécie de aranha (madagascan Darwin’s bark) que obrigam os pequenos machos a passar o corredor-a-pano (eu sei, também adoro a expressão) antes, durante e depois do coito.

Tal prática parece ter um de dois motivos: ou mostrar que sabem perfeitamente o que estão a fazer ou criar o ambiente ideal para os seus espermatozóides e afastar concorrência.

Nesta e em muitas outras espécies de aranhas, as fêmeas são várias vezes maiores e mais fortes do que os machos, e muitas delas comem-nos no fim. Literalmente.

É também comum sofrerem mutilações genitais por parte de outros machos para eliminar concorrência. Afinal, quem não quer estar com uma fêmea 10 vezes maior, que nos obriga a sexo oral sem nem sequer tomar um banho e que nos pode assassinar no fim?

Aqui ficam as imagens mais do que explícitas:

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share