Como era imaginado o presente em 1899

Jean-Marc Côté (isso bem pronunciado faz favor) decidiu publicar em 1899 uma série de ilustrações de como imaginou o futuro. A colecção En l’An 2000 é por isso uma relíquia por si só. Vamos então conhecer:

tumblr_ny1do0r8V61rtynt1o7_r1_1280

Isso é qu’era bom! O problema da educação resolvido assim, com uma máquina que transformava livros em sinal eléctrico e que através de uns capacetes que o Sócrates diria serem muito bons, metiam o conhecimento na cabeça dos garotos. Bem pensado.

maquina de maquiar

Melhor ainda. A menina acorda, a menina faz o chichi, e depois, através de uma simpática consola com botões, é penteada e maquilhada por máquinas a vapor. Não sei como é que ainda não inventamos isto, sinceramente.

baleias

Ora aqui está uma realmente brilhante ideia. Prender carroçarias de autocarro às costas de baleias para ver os golfinhos debaixo de água. Dar valor ao desgraça ali na ré, a controlar a direcção recorrendo só a força-de-braços.

bar-cafe-ambulante

E um café a andar? Parece que já estou a ver os barbudos de flanela e óculo de massa. Isso ou subia-se o preço e só estava disponível por 60 euros a entrada mais consumo. Só pós ricos!

Provavelmente iriam precisar de escolta policial que isto nas rotundas ia entupir tudo.

bombeiros-voluntarios

Parece que já estou a ver os Bombeiros Voluntários de Carrancelhe com as suas asas de dragão/morcego a salvar um bebé do prédio em chamas! Infelizmente ainda não mas pode ser que num futuro próximo assim seja.

E pronto. Se quiseres ver os restantes do homem pesquisa por Jean-Marc Côté no Google e pasma-te. Tem de tudo. Foi mais um “artes e ofícios”, conto consigo para a semana para mais uma rubrica. Até lá, um abraço, com amizade.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share