A Evolução dos Pêlos Púbicos na História

Tudo muda e a nossa relação com a penugem que a evolução decidiu cá deixar não é excepção. A história dos pêlos púbicos é longa (em alguns casos, demasiado!!) mas desde da antiguidade que é motivo para falatório e interessantes procedimentos de beleza. Aprende comigo:

No antigo Egipto já existia depilação a cera

Praticamente neuróticos para se manterem limpos e frescos, os antigos egípcios levavam a sua depilação (total) muito a sério. Basicamente usavam uma pasta (feita de mel e afins) que depois de aplicada era removida com uma tira de tecido, um pouco à semelhança do que se faz ainda hoje em dia.

Os Romanos preferiam arrancar

Romanos e Gregos preferiam arrancar tudo à pinça. Era, aliás, tradicional que as raparigas mais abastadas de Roma começassem com a depilação mal surgissem os primeiros púbicos.

Em 1400, depois da depilação total, usavam uma peruca

980x

É verdade. No século XV já se fazia depilação total por questões de higiene e claro, evitar piolhos e criaturas afins. No entanto, era tradicional o uso de um tufo de pêlo semelhante a uma peruca. Era muito comum nas prostitutas que o usavam, também, para esconder as doenças venéreas daquelas zonas.

No século XVI a depilação foi proibida pela rainha de França

Fanática religiosa, Catherine de Medici proibiu a depilação feminina porque lhe apeteceu. Ao que parece, nem todos acataram a sua ordem mas a verdade é que ainda hoje em França é muito assim.

Chega o século XX e … apara-se

No início dos 1900 começam a surgir giletes femininas e a meio do século, com o aparecimento do bikini, surge a necessidade de aparar as extremidades.

Anos 60. Amor livre, droga livre e pêlo livre!

pêlos-púbicos

Toca a libertar a mulher da escravatura dos ideais masculinos e deixar crescer tudo até sair por fora. Foi, como disseram alguns chatos, uma época dourada.

No fim dos anos noventa, fez-se um regresso ao passado e à limpeza

Finalmente e depois de 3 décadas de muito pêlo à solta, coisas como “Os Monólogos da Vagina” ou o surgimento da Internet levaram a uma saudável discussão sobre os prós e contras do pêlo púbico. Em muitos casos há quem prefira aparar mas são cada vez mais, homens e mulheres, que notam um sem número de vantagens, para eles e para os outros, numa depilação total, corrigindo assim o que a natureza fez mal.

Deixa nos comentários a tua opinião e por favor, nenhuma foto. Obrigado.

Share

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share