No Antigo Egito por trás era castigo

Investigadores de papiros descobriram que o sexo anal era usado no antigo Egipto como forma de humilhação e ou castigo. Algumas das minhas ex-namoradas, também.

Apesar de serem muitos os papiros a mostrar gente de quatro, acreditava-se que tudo era uma questão de postura e que os egípcios eram apreciadores de sexo vaginal. O catalão Marc Orriols (tido por uns como investigador e por outros como exemplo Freudiano) diz que não. Para ele, o sexo anal retratado mostra diversos homens e, por isso, é um retrato não de um acto prazeroso, mas sim de um tipo de castigo que envolvia a humilhação por meio do sexo.

As pesquisas feitas, na sua conclusão, desmentem o imaginário do Egito antigo “viciado” em sexo tórrido, como é retratado em diversos filmes de Hollywood. Para os especialistas, há muitos retratos de que a sexualidade egípcia era activa mas em posições comuns e sem um comportamento totalmente estabelecido. Ou seja, as 50 sombras por lá eram mesmo só por causa do calor.

Contactei a Memphis Misraim, a auto-proclamada primeira Potência Maçónica, em Portugal, a praticar o Rito Antigo e Primitivo de Memphis Misraïm, de uma forma regular, respeitando integralmente os Rituais da Antiga Tradição Egípcia a ver se me esclareciam sobre isto. Limitaram-se a virar-me as costas.

Share

2 thoughts on “No Antigo Egito por trás era castigo

  • Outubro 29, 2015 at 8:55 pm
    Permalink

    Elaboro: deram-lhe as costas? Ora, aproveite a oportunidade ó pá! Deves procuraire os lugares mais obscuros ainda a obter semelhantes dados investigativos: na África por exemplo. Já pensaste o pá se todos sempre fizessem sexo ao normal naquelas bandas o tamanho da sua população? O rabo é a forma mais cordata de se masturbar a dois. Portanto aproveite a chance, pá!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share