Durão forte num mar Barroso (ou pensão vitalícia de 11 mil euros por mês)

Um mero inteligente título para um grande português como lhe chamam dois idosos em Viseu. Durão Barroso está de volta.

Depois de um filho ser apanhado com Haxixe e outro ter arranjado trabalho no banco de Portugal, depois de irritar Putin, depois de um mandato que será relembrado nas aulas de economia do século 22 “como-não-fazer” e claro, a polémica sucessão a Balsemão no Bilderberg, Durão sai agora nas capas das revistas cor-de-rosa. A sua mais que tudo, Guida, como carinhosamente a chama, está doente. O que é lamentável e espera-se imediatas e totais melhoras da senhora.

Coisa que se o dinheiro comprar não será problema já que Durão Barroso receberá reforma de 132 mil euros por ano. Isto claro, acumulável em cartão com um subsídio de reintegração de 3 anos. Subsídio esse que pode chegar aos 200 mil euros, por cada ano.

Evidentemente e porque as pessoas em Bruxelas têm coração, o antigo primeiro-ministro ganhará também um salário extra de 25 mil euros, mais despesas de deslocação. Qualquer deslocação.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share