Presidente da TAP Fernando Pinto não faz greve

O presidente da TAP, Fernando Pinto, teve um rendimento anual bruto de 376.000 euros em 2014, isto depois de aplicados os cortes na remuneração fixa que é de 420.000 euros, segundo o relatório e contas do grupo.

O gestor brasileiro, que chegou a Portugal em 2000 com a missão de preparar a companhia para a privatização, que por acaso ainda não aconteceu, recebeu ainda mais de 85.000 euros para despesas com alojamento e tem um ‘plafond’ anual de 9.000 euros para comunicações móveis (não é Moche, dá nisto).

O grupo TAP fechou 2014 com prejuízos de 85,1 milhões de euros, valor que representa um agravamento de 79,2 milhões de euros face aos 5,9 milhões de euros registados em 2013. Ah! E acho que vão fazer greve outra vez não tarda nada. Não esquecer, claro, que como em 15 anos de trabalho Fernando Pinto ainda não conseguiu fazer a única coisa que tinha para ser feita, tudo isto continua a ser suportado com dinheiro dos teus impostos.

Citando um conterrâneo dele: e o burro sou eu?

Share

2 thoughts on “Presidente da TAP Fernando Pinto não faz greve

  • Maio 9, 2015 at 5:58 pm
    Permalink

    Muito bem, só uma pequena correcção com uma importância de maior: o ordenado de Fernando Pinto não é pago pelos portugueses, mas sim pelos clientes da TAP.
    A TAP não recebe apoios do estado há cerca de 18 anos.

    Cumprimentos,

    Reply
    • Maio 11, 2015 at 2:39 pm
      Permalink

      Falha na minha escrita! Tem toda a razão. Referia-me aos clientes portugueses.

      Acho essencial, também, alguém dizer ao Nandito para mudar de tarifário. Estive a fazer contas e 9000 euros mês só pode ser daqueles muito antigos da TMN.

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share