Não ajuda mulher atropelada e descobre que vítima era a própria mãe

Lembraste do Peter Parker não ter apanhado um ladrão que mais tarde lhe matou o tio Ben? Pronto, agora o universo tratou de tornar a história ainda pior que a ficção. Um chinês descobriu tarde demais que a vítima de um atropelamento, a quem recusou assistência, era a sua progenitora.

O homem, apelidado de Zhang, passou por uma rua, na China, a caminho de casa da mãe. Viu uma mulher caída na estrada depois de ter sido atropelada, mas acabou por não parar para prestar auxílio. Ao chegar a casa da mãe, estranhou o facto de ela não estar lá e regressou ao local do acidente, pressentindo o pior. Quando chegou, apercebeu-se do que acontecera: a mulher ferida que não tinha ajudado era a mãe. Zhang chamou de imediato uma ambulância, mas a progenitora acabou por morrer a caminho do hospital.

“O meu carro não tem câmara de filmar por isso decidi não parar”, confessou Zhang. Na China, quem passa tem medo de ajudar quem está ferido pois há muitos casos de assaltos ou falsas acusações a “bons samaritanos” quando tentam prestar auxílio. A única boa notícia é que o responsável já foi identificado e tendo em conta o sistema judicial chinês, não atropela mais ninguém.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share