Ana, o pesadelo das que roubam o marido às outras

Descobriu que o namorado a traía com outra mulher e, por isso, Ana de 24 anos, decidiu vingar-se da amante. Em Outubro de 2012, durante três dias, a jovem torturou e agrediu a rival, tendo-lhe cortado ainda o cabelo e deixando-a nua numa rua de Fânzeres, em Gondomar.

O primeiro confronto entre vítima e agressora ocorreu a 30 de Outubro de 2012 quando Ana marcou um encontro com a rival. Assim que a viu, ameaçou-a de navalha e obrigou-a a entrar num carro. Exigiu que lhe desse o telemóvel e enviou uma mensagem ao seu namorado, como se fosse a amante. Dizia estar grávida e pedia que fosse ter consigo.

Ana conseguiu colocar a amante e o namorado frente a frente. Este negou ter qualquer relação. E não satisfeita, a arguida voltou a procurar a rival a 1 de Novembro. “Pensavas que eu era uma otária, tens de dizer não a homens casados”, disse a arguida, enquanto fazia, com uma tesoura, vários golpes na cara da rival. Depois cortou o cabelo da vítima – deixando-o pelos ombros e de forma bastante irregular disse a Ana Sousa.

Obrigou ainda a jovem a ficar nua na rua.

Foi condenada, na semana passada, a três anos e meio, em pena suspensa, no Tribunal de São João Novo, no Porto mas fica, certamente, mais um relato histórico que deve pesar quando pensas “e se eu dormir com aquele gajo casado?”

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share