Falar alto nos Transportes Públicos vai dar Multa

Más notícias para a malta nova: agora ou falam baixo nos autocarros ou arriscam-se a uma multa de entre 50 e 250 euros. E não é só o ruído que incomoda! As multas serão válidas também para quem apoiar os pés nos estofos, pendurar nos acessórios do veículo em marcha ou qualquer outros barulho ou acto que  incomode outros passageiros.

O diploma aplica-se ao transporte rodoviário, como autocarros e táxis, e contém uma lista de deveres e obrigações dos passageiros puníveis com aquelas coimas se não forem cumpridos, entre os quais viajar sem título de transporte e fazer peditórios, organizar colectas ou recolher assinaturas.
A coima também se aplica a quem entrar nos veículos quando a lotação estiver esgotada, entrar e sair do veículo quando este esteja em movimento, fora das paragens, ou depois do sinal sonoro que anuncia o fecho das portas, assim como ocupar lugar reservado a pessoas com mobilidade condicionada e grávidas e projectar objectos para o exterior do veículo.

Tudo motivos que nos fazem acreditar nos transportes públicos como alternativa segura já que, no mesmo dia, foram proibidos no centro de Lisboa carros anteriores a 1996. Por isso, toca a pedir um empréstimo e comer menos por mês ou simplesmente, ser civilizado. De qualquer forma, o resultado é sempre o mesmo: multa.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share